Skip to content

Modificações: Troca de tarraxas

May 18, 2009

Sou um amante das guitarras Les Paul, e adoro fazer modificações. Comecei fazendo na minha antiga Epiphone LP Standard, e depois nas demais.
Hoje vou falar das tarraxas (sim, tarraxa se escreve com X), mas depois eu posto as outras mudanças que fiz nas guitarras.

Bom, essa semana chegaram as tarraxas Grover que encomendei pra Gibson Les Paul. São as clássicas Rotomatics, porém comprei o modelo 18:1. A outra opção seria a 14:1, porém são menos precisas que as 18:1. Essa relação quer dizer que você precisa dar 18 voltas (ou 14) na tarraxa para que a corda dê uma volta no poste.

Por que troquei?
Muita gente reclama das tarraxas originais da Gibson (Kluson), por diversas razões. As mais comuns são que elas não seguram afinação e são frágeis. No meu caso, não foi exatamente por esses motivos. Os problemas de afinação, que muitas vezes são atribuídos às tarraxas, na verdade são causados por um nut mal lubrificado, cordas mal colocadas, ou até guitarra mal regulada. Como procuro sempre manter minhas guitarras 100%, não tenho problemas de afinação.

Um dos meus motivos foi relativo à precisão das Kluson. Elas realmente não são tão precisas, o mecanismo delas é mais duro, não é suave como as Grovers. Dá mais trabalho chegar naquele ponto certo da afinação.

O outro motivo é estético. Eu curto muito o visual das Grovers. As kluson são clássicas, muito bonitas também, mas acho que as Grovers tem algo a mais. Basta olhar para as Les Pauls de alguns dos meus guitarristas favoritos: Jimmy Page, Eric Clapton, Peter Green, Michael Bloomfield. Todos eles trocaram as Kluson pelas Grovers.


Kluson x Grover

A operação em si foi fácil, porque minha guitarra tem Klusons bolt on, ou seja, com sistema de parafuso/porca. As Les Pauls dos anos 90, e início dos anos 2000 tinham esse sistema. Neste, o diâmetro do furo na madeira é o mesmo usado para as Grovers. Em 2000 e alguma coisa, a Gibson voltou com o sistema push in, apenas com uma bucha pressionada, que usa furo menor.

O que precisei fazer então foi apenas tirar uma e colocar outra, colocar o parafuso na parte de trás do headstock e apertar a porca. Simples assim.
Porém, antes, eu dei meu toque pessoal, fazendo um envelhecimento das tarraxas. Como minha LP é de 1998, as tarraxas antigas, niqueladas, já não tinham brilho. Eu quis manter esse aspecto, então dei uma leve envelhecida usando ácido muriático. Ficaram bem parecidas com as antigas.

Fotos:

Envelhecida (frente) e não envelhecida (atrás)

Metade do serviço feito

Serviço completo (frente)

Serviço completo (back)

Resultado final

O resultado final me agradou bastante. Deram um aspecto bem bacana na guitarra, além de serem muito mais suaves e precisas. É uma modificação reversível, mas duvido que as Kluson voltarão pra essa guitarra.

Valeu!!

Ao som de: Blind Faith – Had to Cry Today
__________________________________________

Advertisements
24 Comments leave one →
  1. Gustavo permalink
    May 19, 2009 12:56 am

    Fernando, muito legal seu post. Ajuda bastante quem tem dúvidas nesse processo! Obrigado!!!

  2. Fernando permalink
    June 3, 2009 7:54 pm

    Valeu, Gustavo.
    Obrigado pela visita e pelo comentário!

  3. Sergio(Zoso777) permalink
    June 8, 2009 9:58 pm

    Fernando,é o Sergio(Zoso777)do MLPF. Cara,ficou muito bom seu trabalho,mas não consegui ver o envelhecimento do stop bar direito.Posta mais fotos com close rapaz!:) Abraços!

  4. Fernando permalink
    June 10, 2009 1:31 am

    Valeu, Sérgio!
    É, cara, preciso colocar umas fotos melhores do stop bar mesmo. Nessas da guitarra inteira não dá pra ver direito.
    Mas pode deixar que vou tirar aqui e te mostro!
    Apareça por aqui sempre que puder!
    Abraços!

  5. Ézio permalink
    October 6, 2009 9:57 am

    Olá Fernando , se puder informar , quero saber o modelo da tarraxa , e onde vc encomendou… Obrigado . Ézio

  6. Fernando permalink
    October 8, 2009 12:34 am

    Ézio, o modelo é "Grover Rotomatics, 102-18 series"
    Comprei elas fora, no eBay. Sempre tem vendedores com elas por lá, a preços bacanas.
    Abraço!

  7. October 5, 2010 7:44 pm

    Muito legal o post. Me encorajou a trocar, apesar de eu achar as originais mais bonitas. Tenho uma Gibson SG e me incomodo pra caramba com a afinação. Vou atrás de uma dessas urgentemente.
    Valeu, abraço
    Marzio

  8. May 15, 2012 2:30 pm

    Olá Fernando! muito legal teu post!! inclusive gostaria que vc me tirasse uma duvida. algumas gibson vem com as tarraxas “gibson deluxe” e outas vem “kluson deluxe” é normal isso?? grande abraco e mto obrigado,

    • Fernando permalink*
      May 15, 2012 3:17 pm

      Fala Junior, blz?
      Sim, é normal. Considerando as guitarras atuais, e dos últimos anos, temos as duas versões sim. As “Gibson Deluxe” são fabricadas pela Gotoh (segundo informações não oficiais), no Japão. As “Kluson Deluxe” são feitas pela Kluson mesmo, e a Gibson tem utilizado a linha TonePros, que é excelente, melhor que as outras. São bem macias, justas, muito fáceis de manusear e afinar as cordas.
      Abraço!

  9. May 15, 2012 6:46 pm

    tudo bllz!! pow.. brigadaoo!!! grande abraco!

  10. Alexandre Mesquita permalink
    March 22, 2015 10:17 pm

    Fernando, apenas olhando o headstock é possível saber se as Kluson são “bolt on”? Ou é preciso retirar a tarraxa para ver se há parafuso e porca?

    • Fernando permalink*
      March 22, 2015 10:26 pm

      É possível sim, Alexandre. As bolt on tem uma porca (sextavada) e uma arroela em cada tarraxa, na frente do headstock. As press in tem uma bucha apenas, cilíndrica. Qualquer coisa, manda uma foto que dá pra tirar qualquer dúvida. Abraço!

      • Alexandre Mesquita permalink
        March 22, 2015 11:08 pm

        Cara, é verdade! Valeu! Meu olho sempre passava batido ali, mas tem diferença sim! Grande abraço!

  11. Alexandre Mesquita permalink
    March 31, 2015 11:28 pm

    Fernando, eu de novo! 2 perguntas:

    1) Comprei uma semi-acústica Cort Source (335-like) e encomendei um jogo de Grover 102N (nickel). Tens ideia quanto tempo leva pro nickel envelhecer naturalmente (moro em Balneário, com maresia e umidade altas)? Se demorar muito, onde encontrar o ácido muriático e como aplicar? Algum cuidado com o manuseio depois de aplicá-lo?

    2) Eu também sou fã do visual das Grover.. tenho uma Gibson Les Paul Custom (SG) ’61 RI, aquela com 3 captadores, que vem com as Kluson Deluxe. Elas não são “bolt on”, e o diâmetro é .339″, então seria preciso aumentar a furação, o que me dói só de pensar.. hehehe. Já procurei as Kluson Waffleback, as Gotoh “Grover Style”, Wilkinson, Schaller, mas nenhuma faz o estilo meia-lua ou keystone da Grover com furação .339″, padrão das Kluson.. É isso mesmo ou deixar passar alguma coisa? Vais manter as Kluson nas tuas Reissue?

    Grande abraço!

    • Fernando permalink*
      April 1, 2015 11:18 pm

      Fala Alexandre!
      Cara, é difícil fazer uma estimativa assim, mas eu não esperaria que isto ocorresse antes de 1-2 anos.
      O ácido muriático eu encontro em lojas que vendem produtos químicos para limpeza. Ë um produto muito usado para limpeza de pedras e pisos.
      Para aplicar, existem duas formas. Uma seria colocar as peças para receberem somente a “fumaça” do ácido, num recipiente.
      A outra forma, que é a que eu prefiro usar, é umedecer um cotonete no ácido, e aplicar nas peças. Deixo aproximadamente 15 minutos, e então passo um pano levemente umedecido em água, e após um pano seco. Deixo repousar por cerca de 30 min e faço uma avaliação visual. Repito a operação se necessário.
      Quanto à segunda pergunta, eu nunca vi tarraxas no estilo das Grover que usem buchas. Se for bolt on, o furo é maior, nao tem jeito. O que eu faria, caso quisesse muito colocar grovers numa RI, seria comprar aquele reamer da Stewmac. Alargando o furo apenas na parte de trás do headstock você poderia voltar s originais, caso mais pra frente queira vender a guitarra e as tarraxas originais sejam impresciendíveis.
      Abraço!

      • Alexandre Mesquita permalink
        April 3, 2015 10:21 pm

        Grande Fernando!

        Obrigado!

  12. Frank Araujo permalink
    June 15, 2015 12:16 am

    … pra fazer uma modificação na guitarra casino, no caso queria tirar as originais e colocar essas do tipo kluso que vc tirou da sua .? elas sefvem ou tenho que almentar os furos? e os parafusos tem o mesmo espaço já furados no headstock?

    • Fernando permalink*
      June 15, 2015 10:49 am

      Qual o modelo atual das suas tarraxas? As Casinos existem com dois tipos diferentes de tarraxas.
      Mande uma foto da sua para que eu possa ajudar melhor
      Abraço!

  13. Frank Araujo permalink
    July 13, 2015 2:00 pm

    Fernando, obrigado pela atenção! amigo tenho interesse em fazer uma troca da chave seletora da minha epiphone casino, eu quero colocar aquela que vem no model Jonh Lennon, elas tem uma espécie de roda preta, vc sabe me informar se é diferente ou é um outro tipo de chave? elas só aparece nos modelos by inspiryt Jonh.

    • Fernando permalink*
      July 13, 2015 2:22 pm

      Olá, Frank. A chave seletora da “Inspired” é um modelo normal da Switchcraft, as mesmas que vem nas Gibson ES-335. O anel preto não acompanha a chave, tem que ser adquirido separadamente. Não sei se no Brasil é fácil encontrar, apesar de ser algo bastante simples, mas no eBay tem à venda.
      Abraço!

  14. Decio permalink
    August 8, 2016 1:50 pm

    Massa.
    Eu estou fazendo o contrário. Tenho essa Grover de metal, muito macia e precisa. Mas ela não combina com minha epiphone.
    As tulipas ficam mais clássicas neste modelo, standard, pessoalmente.

  15. paulinho sales permalink
    August 10, 2016 9:42 pm

    fala amigão, estou querendo fazer esse procedimento na feder strato, so que de fabrica ela veio com Tarraxas grover e estou querendo colocar Kluson .
    será que a furação vai bater ??

    • Fernando permalink*
      February 5, 2017 2:53 pm

      Me perdoe pela demora em responder. Já fez a modificação?

  16. Maurício Pais permalink
    June 20, 2017 4:37 pm

    Fala Fernando blz? Cara estou trocando a tarraxa da minha guita que veio com um modelo Kluson bem ruim, então decidi trocar por blindadas da Gotoh. De cara sei que vou ter que alterar o tamanho do furo pois a tarraxa da Gotoh é de 10mm e fazer os furos de fixação (aceitei tb q os furos originais ficarão amostra). O problema que estou passando é na retirada das buchas (ilhóis??), parecem estarem coladas. Pode me dar uma dica pra retirada? Obrigado.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: